domingo, 18 de novembro de 2012

Viva o Outono


A mais recente pérola de edições em DVD é esta coletânea chamada "6 frutos de Outono". Agora temos acesso aos mais recentes filmes de José Miguel Ribeiro e Pedro Serrazina, mas também lá cabe um filme de Marta Ribeiro "uma estudante de cinema", participante na RESIDÊNCIA ARTÍSTICA DA PRAÇA. Sim... da Praça Filmes, a nova produtora de José Miguel Ribeiro e que promete. Ai se promete!

Para os formandos do PNC que recentemente tomaram conhecimento com a "Estória do Gato e da Lua", há agora uma excelente oportunidade para conhecer melhor o universo artístico de Pedro Serrazina.

PF

sábado, 10 de novembro de 2012

PLANO DE PORMENOR



Apesar de não ter como objetivo acentuar o dramatismo ou tensão, a inserção de pormenores pode contribuir para tal, porque é visualmente estimulante (a direção do olhar do espetador é dirigida para alguns detalhes que de outra forma podiam escapar), ou porque permite aumentar a duração do tempo (através da montagem).
No caso de “Psico”, a famosa cena do assassinato do banheiro, recorre a vários planos de pormenor. Um outro exemplo significativo é dado no filme de Coppola sobre a Guerra do Vietname, quando, ao longo de grande parte da viagem do Capitão Willard (Martin Sheen), vai consultando frequentemente os documentos do dossier sobre o Coronel Curtz (Marlon Brando).

A LENTE DE LEITURA DA AVÓ (George Albert Smith) 1900
PSICO (Alfred Hitchcock) 1960
APOCALIPSE NOW REDUX (Francis Ford Coppola) 1979

PF

GRANDE PLANO



“O grande plano é essencial para atingir a máxima intensidade dramática” (Terence Marner)
Um dos exemplos marcantes da utilização do grande plano na história do cinema está associado à notável interpretação de Renee Falconetti, como Joana D’Arc.

A PAIXÃO DE JOANA D’ARC (Carl Dreyer) 1928 com Renee (Maria) Falconetti
APOCALIPSE NOW REDUX (Francis Ford Coppola) 1979
O BOM, O MAU E O VILÃO (Sergio Leone) 1966

Novamente, um exemplo de pintura de Bacon:
Francis Bacon – “3 estudos para auto-retrato” 1974

OS 400 GOLPES (François Truffaut) 1959
ACONTECEU NO OESTE (Sergio Leone) 1968

Ao longo do ano vamos ver outros exemplos significativos de grandes planos. Destaco o plano final do filme de François Truffaut ou a personagem do pistoleiro Harmónica em Aconteceu no Oeste (também considerado como um exemplo da aplicação do efeito Kuleshov)

PF

PLANO APROXIMADO



O fundo começa a perder importância ao mesmo tempo que a figura se ‘aproxima’ da câmara (espetador) para destacar a sua ação. No filme “O Quarto Mandamento”, toda a cena da discussão sobre a importância dos automóveis no futuro, com as personagens sentadas à volta da mesa, é filmada em planos aproximados.
Exemplos:
O BEIJO DE MAY IRWIN E JOHN RICE (William Heise – Edison) 1896
O ASSALTO AO GRANDE COMBOIO, Edwin Porter, 1903
O QUARTO MANDAMENTO, Orson Welles, 1942
A SELVA, Leonel Vieira, 2002

Comparação com a história da pintura e da fotografia:
Leonardo da Vinci "Mona Lisa" 1503-06
Pablo Picasso “Retrato de Dora Maar” 1939
Daguerreótipo de Louis Daguerre em 1844 por Jean-Baptiste Sabatier-Blot

PF

PLANO AMERICANO



Se o plano médio é considerado o plano típico da deslocação das personagens, pode-se encontrar no plano americano movimentos de deslocação lateral (O Grande Ditador, ou noutro exemplo, M-matou) se houver necessidade de colocar a câmara em espaços restritos.
O filme dos laboratórios de Edison "Monkeyshines", uma das primeiras experiências usando a película, permite uma interessante comparação com a pintura barroca (de Caravaggio, Georges de la Tour, Rembrandt, ou Francisco de Zurbarán, entre outros), pela utilização da iluminação de estúdio (no Black Maria) em contraste com a iluminação de exterior da maioria dos filmes do primeiro cinema.

Alguns exemplos:
MONKEYSHINES Nº2, William Dickson e William Heise (Edison), 1889-90
O GRANDE DITADOR, Charlie Chaplin, 1940
SHANE, George Stevens, 1953

"S. João Baptista", Caravaggio, 1604

PF

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

PLANO MÉDIO



"É o enquadramento típico da deslocação das personagens, e esta dimensão do plano era o único valor de quadro permitido no cinema primitivo" (Jean-Claude Morin)
Alguns dos exemplos apresentados:

CARMENCITA, William Dickson, 1894
A SELVA, Leonel Vieira, 2002
APOCALYPSE NOW, F. F. Coppola, 1979

Nas artes plásticas foi igualmente dado o exemplo da série de desenhos "Men in the Cities" de Robert Longo. No ano 2010 foi possível assistir a uma retrospectiva do artista americano em Lisboa, no Centro Cultural de Belém. (Foram também apresentados 3 estudos para auto-retrados de Francis Bacon).

PF

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

PLANO DE CONJUNTO


O espetador pode observar a ação de uma determinada personagem ou direcionar a sua atenção para outra, no mesmo cenário. É por isso, o plano mais 'teatral' do cinema. É também o enquadramento mais comum nos primeiros anos do cinema.
A INVENÇÃO DE HUGO, Martin Scorsese, 2011
PARTIDA DE CARTAS, Louis Lumière, 1896
UM JOGO DE CARTAS, George Méliès, 1896
também é mostrada a Saída da Fábrica dos irmãos Lumière, ou a Dança do Búfalo dos estúdios Edison

Mas, a influência deste enquadramento também se encontra na pintura.
Com Leonardo DaVinci "A Virgem, o Menino e Santa Ana", 1513
ou a influência de Cézanne com a série de "Jogadores de Cartas", 1890-92, além de "Guernica" de Picasso ou "Os Bombeiros de Alijó" de Paula Rego (entre muitas opções)

PF

PLANO GERAL


Alguns exemplos de planos em excertos de filmes.
Apresentados aos alunos na aula de 23 de outubro.
METROPOLIS, Fritz Lang, 1927
SHANE, George Stevens, 1953
PARIS, TEXAS, Wim Wenders, 1984

Comparação com pinturas de Friedrich
(ex: Caminhante contemplando um mar de nevoeiro, 1817-18)

PF

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Lista de filmes da disciplina de cinema (7º ano)

Depois de ter colocado a proposta de filmes cujos excertos são mostrados aos alunos do 8º ano, apresento a outra lista - relativa aos filmes propostos para o 7º ano (relembro que no presente ano letivo, os alunos do agrupamento Dra. Laura Ayres não têm acesso à disciplina de cinema).
É claro que nem todos são mostrados, mas fazem parte do caderno fornecido aos alunos e a referência à técnica está de acordo com os capítulos do mesmo.


1900 The Enchanted Drawing, Stuart Blackton (lightning sketches)
1906 Humorous phases of funny faces, Stuart Blackton (desenho)
1907 Teddy Bears Edwin Porter (stop-motion) CM
1908 Fantasmagoria, Emile Cohl (desenho) CM
1910 Em viagem, Emile Cohl (recortes) CM
1911 Little Nemo, Winsor McCay (desenho) CM
1914 Gertie, a Dinossaura, Winsor Mccay (desenho) CM
1917 O Apóstolo Quirino Cristiani (desenho) CM (referência apenas)
1919 Feline Follies, Otto Messmer (desenho) CM
1926 As Aventuras do Príncipe Achmed, Lotte Reiniger (recortes) LM
1928 Steamboat Willie, Walt Disney (desenho) CM
1933 King-Kong, Merian C. Cooper and Ernest B. Schoedsack (stop-motion e imagem real) LM
1935 Colour Box, Len Lye (int. sobre película) CM
1935 A Bela Adormecida, George Pal (stop-motion) CM
1937 Branca de neve e os 7 anões, Walt Disney (desenho) LM
1939 As Viagens de Gulliver, Max Fleischer (rotoscopia) LM
1940 Dots, Norman McLaren (int. sobre película) CM
1940 Loops, Norman Mclaren (int. sobre película) CM
1947 Motion Painting nº1, Oskar Fischinger (pintura) CM
1952 Vizinhos, Norman McLaren (pixilação) CM
1956 Rythmetic, Norman Mclaren (recortes) CM
1963 Nariz, Alexander Alexeïeff (pinscreen) CM
1964 Mary Poppins, Robert Stevenson (desenho e imagem real) LM
1965 A Mão, Jiri Trnka (stop-motion) CM
1968 Proibido partir os ramos, Kihachiro Kawamoto
1972 La Linea, Osvaldo Cavandoli (desenho) série
1976 Mindscape, Jacques Drouin (pinscreen) CM
1976 A rua, Caroline Leaf (pintura) CM
1977 O castelo de areia, Co Hoedeman (areia)
1977 Feiticeiros, Ralph Bakshi (rotoscopia) LM
1978 História das Histórias, Yuri Norstein (desenho) CM
1979 Um filme extremamente comprometido, Julian Antonisz (int. sobre película) CM
1981 Heavy MetalGerald Potterton (desenho c/ rotoscopia) LM
1981 Crac, Fréderic Back (desenho) CM
1982 Dimensões do diálogo, Jan Svankmajer (stop-motion) CM
1984 Luxo Jr., Pixar (computador) CM
1984 Saltando, Osamu Tezuka (desenho) CM
1985 O Espírito Suave, Piotr Dumala (gesso) CM
1988 A carta de amor, Pierre Herbert  (int. sobre película) CM
1988 Quem tramou Roger Rabbit, Robert Zemeckis (desenho e imagem real) LM
1989 Wallace & Gromit: Dia de folga, Nick Park (stop-motion) CM
1992 Oozat, Darren Walsh (pixilação) CM
1993 O estranho mundo de Jack, Henry Selick (stop-motion) LM
1993 As aventuras secretas de Tom Thumb, Dave Borthwick (pixilação e stop-motion)
1995 Toy Story, Pixar (computador) LM
1997 Feeling My Way, Jonathan Hodgson (rotoscopia) CM
1998 Borboletas nocturnas, Raoul Servais (servaisgrafia) CM
1999 Principes e Princesas, Michel Ocelot (recortes) CM
1999 A Noite, Regina Pessoa (gesso) CM
2000 Clandestino, Abi Feijó (desenho) CM
2000 A Suspeita, José Miguel Ribeiro (stop-motion) CM
2000 O velho e o Mar, Alexander Petrov (pintura) CM
2000 A fuga das galinhas, Peter Lord/Nick Park (stop-motion) LM
2001 Final Fantasy: os espíritos interiores, Hironobu Sakaguchi (computador) LM
2002 Catedral, Tomek Baginsky (computador) CM
2002 Amor secreto, Paul Bush (int. sobre película) CM
2003 Fast Film, Virgil Widrich (recortes) CM
2004 Com uma sombra na alma, Fernando Galrito (rotoscopia) CM
2004 Ryan, Chris Landreth (computador) CM
2004 Ivan, o doido, Mikhail Aldashin (recortes) CM
2005 King-Kong, Peter Jackson (computador e imagem real) LM
2006 Pedro e o Lobo, Suzie Templeton (stop-motion) CM
2007 Persepolis, Marjane Satrapi (desenho) CM
2007 O Homem Duplo, Richard Linklater (rotoscopia) LM
2008 A Valsa com Bashir, Ari Folman (rotoscopia) LM

PF










sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Lista de filmes da disciplina de cinema

Andamos numa maré de listas de filmes?
Depois da lista do PNC, apresento agora uma proposta de filmes citados nos DVD's que estão a ser feitos para as aulas de Cinema - 8º ano. Apesar de haver apenas uma turma no Agrupamento Dra. Laura Ayres em Quarteira, o trabalho de reformulação do programa da disciplina continua, tal como a construção de recursos didáticos. Não desistir é o lema...

Eis então a lista (quase definitiva) de 62 filmes que fazem parte dos DVD's sobre Movimentos de Câmara, Montagem, Recursos narrativos e Escala de Planos (e Campo Visual e Sonoro)


·         1895 A Saída dos Operários da Fábrica Lumière   irmãos Lumière
·         1895 O Regador Regado   irmãos Lumière
·         1986 Panorama de Veneza Visto do Grande Canal   Alexandre Promio/Lumière
·         1986 Partida de Comboio de Jerusalém   Alexandre Promio/Lumière
·         1899 Beijo no Túnel George   Albert Smith
·         1900 Deixa-me sonhar outra vez   George Albert Smith
·         1900 A Lente de Leitura da Avó   George Albert Smith
·         1901? Grande Boca   James Williamson
·         1901 Exposição Pan-Americana   Edwin Stanton e James White
·         1902 Viagem à Lua   Georges Méliès
·         1903 A Vida de um bombeiro americano   Edwin Porter
·         1904 Barcelona – Crepúsculo no Parque   Segundo de Chomón
·         1909 O Médico do Campo   David Wark Griffith
·         1910 História de um Crime   Ferdinand Zecca
·         1912 O Transeunte   Oskar C. Apfel
·         1914 Cabíria   Giovanni Pastrone
·         1915 O Nascimento de uma Nação   David Wark Griffith
·         1917 Coney Island   Roscoe ‘Fatty’ Arbucle com Buster Keaton
·         1922 Nosferatu   F. W. Murnau
·         1925 O Couraçado Potiomkin   Sergei Eisenstein
·         1925 Greve   Sergei Eisenstein
·         1926 Mãe   Vsevolod Pudovkin
·         1927 O Cantor de Jazz   Alan Crosland
·         1927 Aurora   F. W. Murnau
·         1928 O Circo   Charles Chaplin
·         1928 A Paixão de Joana d’Arc   Carl Theodor Dreyer
·         1928 Outubro   Sergei Eisenstein
·         1931 M-matou   Fritz Lang
·         1933 O Testamento do Dr. Mabuse   Fritz Lang
·         1936 Tempos Modernos   Charles Chaplin
·         1937 A grande ilusão   Jean Renoir
·         1937 Jovem e Inocente   Alfred Hitchcock
·         1940 O Grande Ditador   Charles Chaplin
·         1942 O Quarto Mandamento   Orson Welles
·         1950 Eva   Joseph L. Mankiewicz
·         1951 Serenata à Chuva   Gene Kelly e Stanley Donan
·         1953 Shane   George Stevens
·         1954 Janela Indiscreta   Alfred Hitchcock
·         1955 A Sombra do Caçador   Charles Laughton
·         1958 A Mulher que viveu duas vezes   Alfred Hitchcock
·         1959 Os 400 Golpes   François Truffaut
·         1960 O Acossado   Jean-Luc Godard
·         1963 Os Pássaros   Alfred Hitchcock
·         1966 O Bom, o Mau e o Vilão   Sergio Leone
·         1968 2001 Odisseia no Espaço   Stanley Kubrik
·         1968 Aconteceu no Oeste   Sergio Leone
·         1979 Apocalipse Now Redux   Francis Ford Coppola
·         1980 Shining   Stanley Kubrik
·         1984 Paris, Texas   Wim Wenders
·         1998 O Resgate do Soldado Ryan   Steven Spielberg 
·         1998 Elizabeth   Shekhar Kapur
·         2000 Billy Elliot   Stephen Daldry
·         2001 O Fabuloso destino de Amelie   Jean-Pierre Jeunet
·         2002 Cabine Telefónica   Joel Schumacher 
·         2005 King Kong   Peter Jackson
·         2005 As Bonecas Russas   Cédric Klapisch
·         2007 Persepolis   Vincent Paronnaud, Marjane Satrapi
·         2007 O Homem de Londres   Béla Tarr
·         2011 Hugo   Martin Scorsese
·         2011 O Artista   Michel Hazanavicious
·         2012 Rafa   João Salaviza

PF

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Foley artist and Foley recording



O trabalho do "bruitador" (ou sonoplasta)  para o filme "The Eyes of the Lighthouse" de Pedro Serrazina. Não percebo a língua, mas isso não é impedimento.

PF

O Mundo Animado de Abi Feijó - [Full Doc]

domingo, 16 de setembro de 2012

Novo ano letivo. Novos desafios


Neste ano letivo, no Agrupamento Dra. Laura Ayres apenas uma turma do 8º ano irá frequentar a disciplina de cinema. Motivo: a nova organização curricular. A disciplina de Educação Tecnológica foi suprimida do 3º ciclo do ensino básico, mas a opção artística prioritária do agrupamento é... Educação Tecnológica!!!

Assim, durante este ano, muito menos alunos irão fazer a habitual visita de estudo, o jogo de cinema, ter acesso a cultura cinematográfica, visionar excertos de filmes significativos da história do cinema, etc.

Isso obriga a refazer o programa da disciplina - o que está a ser feito -, a fazer novos DVD's temáticos, novas planificações (como no exemplo), a continuar um estudo de pedagogia com e para o cinema que se iniciou há alguns anos.

Aquele que foi considerado “um dos mais ambiciosos projectos do começo do século XXI em Portugal” está agora com um futuro incerto, mas vamos continuar a trabalhar pelos alunos. Enquanto for possível, iremos procurar desenvolver o ensino artístico e combater uma certa tendência que mais se parece com ocupação de tempos livres e que não promove a qualidade das aprendizagens.

PF

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Cinema e Pintura



Impressionante filme do polaco Lech Majewski, a partir de uma pintura de Pieter Bruegel de 1564 e do livro de Michael Francis Gibson "The Mill and the Cross".



quarta-feira, 30 de maio de 2012

O Jogo do Cinema


Grande azáfama neste final do ano. O "jogo do Cinema"tem motivado grande entusiasmo, como é hábito. Ajuda bastante a esclarecer quem revela interesse pela disciplina. Felizmente, muitos alunos apercebem-se que há conhecimentos muito interessantes que a disciplina promove e que há muitas formas de avaliar esses conhecimentos. Porque, ao contrário do que as más línguas já disseram, a disciplina de cinema é bastante diversificada e não há só testes para avaliar o que se aprende nas aulas.

O "jogo do Cinema" é já uma das imagens da disciplina e contribui para a sua originalidade no conjunto do currículo dos alunos no 3º ciclo.

Vamos ver se para o ano há mais.

PF

terça-feira, 24 de abril de 2012






No passado sábado o nosso Blog completou o fantástico número de 10000 visualizações. Para comemorar, foi oferecido um pequeno lanche na sala de pessoal da escola de S. Pedro do Mar de Quarteira. Contámos com a presença do Professor Manuel Nora que quando estava na direção da escola deu um grande impulso para que o projeto avançasse, e também com Graça Lobo, que dispensa apresentações.
Fica para a história que o Blog já foi visto no Brasil, EUA, Alemanha, Holanda, Austrália, Israel, Tailândia, China, Hong Kong, Taiwan, Coreia do Sul, Argentina, Uruguai, Ucrânia, Rússia, Geórgia, Gabão, Moçambique, França, Itália, Espanha, e claro, Portugal.

Esperemos que estes números não tenham sido em vão...


PF

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Lev Kuleshov "O projeto do Engenheiro Prite"


Foi editado recentemente pela Ruscico (http://www.ruscico.com/catalog/cataloguedvd/catalogue_179.html) o DVD com o filme de 1918 "O projeto do engenheiro Prite" de Lev Kuleshov. Contém dois discos, e no segundo apresenta uma versão do filme de estreia do realizador soviético (nasceu em Tambov, Rússia, em 1899) com legendas em português. Ainda no disco 2, pode-se encontrar um documentário de Semyon Raitburt de 1969 sobre o "efeito Kuleshov" (de que aqui já mostrámos exemplos). Para encomendar, o preço mais barato consultado é da MovieMail (http://www.moviemail-online.co.uk/film/dvd/Engineer-Prites-Project/). Imperdível para os professores de cinema, claro está!

PF

sexta-feira, 30 de março de 2012

sábado, 24 de março de 2012

"Sacanas sem Lei" para A minha primeira biblioteca de cinema (2)



Na sequência de uma mensagem anterior e devido aos resultados menos positivos de alguns alunos na redação de um guião a partir do livro "Drácula", convido todos os alunos da disciplina de cinema a uma leitura nestas férias.

O livro que proponho é simplesmente a tradução do argumento original do filme de Quentin Tarantino, "Sacanas sem Lei" ("Inglourious Basterds", no original), numa edição da Contraponto. E se um filme de Tarantino é quase obrigatório, ter a oportunidade de ler o guião, numa publicação traduzida em português, é uma excelente oportunidade.

Muitos alunos não conseguiram perceber como se escreve o guião e a transposição das páginas 34 a 36 do livro de Bram Stoker nem sempre foi bem conseguida, apesar das explicações nas aulas e das mensagens publicadas neste blog.

Acredito que terá sobretudo a ver com uma questão de educação e de interesse pelas propostas vindas da escola. A adesão dos alunos e encarregados de educação à iniciativa "Cinema na Quinta" o tem demonstrado (e é a primeira vez que me refiro a este caso). Por isso, é provável a maioria dos alunos não aproveite esta interrupção para procurar novas leituras, ou sequer algumas leituras, mas nós vamos continuando...

PF


sexta-feira, 16 de março de 2012

Frederic Back



Nas aulas de cinema, os alunos do 7º ano têm a oportunidade de conhecer diferentes cinematografias no âmbito da animação. Nesta fase final do seu percurso são apresentados alguns filmes de diferentes origens agrupados por técnicas. Destaco aqui o realizador canadiano (mas nascido em França) Fréderic Back que venceu dois Oscars, do qual mostro excertos de dois filmes: "Crac" e "The creation of Birds".

Podem também consultar um excelente site com informação sobre o realizador que se caracterizou pelos seus maravilhosos filmes e por uma preocupação constante com as questões ambientais. Obrigatório!

http://www.fredericback.com/ 


PF

Sombras chinesas e videoclips

quinta-feira, 15 de março de 2012

Cinema na Quinta II


Depois da primeira sessão de Cinema na Quinta, onde foram vistos os exercícios de montagem dos alunos acompanhados (e musicados) por uma banda sonora criada por Marco Martins, hoje será a vez de apresentar os filmes da New Light Pictures, com a presença dos seus autores.
Esperamos que desta vez haja mais interesse por parte dos alunos, visto que na semana passada apenas estiveram três alunas (?) e nenhum encarregado de educação. Isto demonstra o verdadeiro interesse e até, podemos dizer, a desconsideração de uma boa parte da comunidade educativa, pelas atividades que lhe são destinadas. Da nossa parte, vamos continuar a apostar em iniciativas que possam contribuir também para mudar a ideia que temos da escola, com a presença de artistas e o visionamente de filmes.

Aproveita quem quiser...

PF

domingo, 4 de março de 2012

a minha primeira biblioteca de cinema


Sabendo que muitos alunos - espero estar enganado - não têm hábitos de leitura, chegou a altura de começar a formar uma pequena biblioteca lá em casa. Ou, pelo menos, a combater alguma falta de interesse pela leitura. Apresento então uma pequena proposta de seis livros:

"Da Terra à Lua" e "À volta da Lua" (Júlio Verne); "Drácula" (Bram Stoker); "O Clube de Cinema" (David Gilmour); "A invenção de Hugo Cabret" (Brian Selznick); e "Gramática do Cinema" (Marie-France Briselance e Jean-Claude Morin).

Esta lista é essencialmente direcionada para os alunos do 8º ano e há para todos os gostos, desde os clássicos de J. Verne, aos mais recentes sucessos de D. Gilmour ou de Selznick. Há ainda a recente publicação das edições texto&grafia que nos apresenta 29 pontos da gramática cinematográfica numa ordem cronológica, que vai de 1891 até à ascensão do cinema sonoro. "Não se pode gostar verdadeiramente de cinema sem desejar compreender a linguagem (as linguagens) que utiliza...", refere na contra-capa. É sem dúvida um livro fundamental para os alunos perceberem os mecanismos da construção de histórias com imagens em movimento.

Aceitam-se mais sugestões e iremos propor mais livros, com toda a certeza.

PF

sábado, 3 de março de 2012

já cá vieram mais de 9 mil


É com enorme satisfação que anuncio o impressionante número de 9000 visualizações neste blog criado para uma disciplina de cinema. O que é fantástico é o facto de ter chegado à Rússia, Ucrânia, Alemanha, Coreia do Sul (?) e muitos mais países não indicados na imagem.
A mensagem mais procurada tem a ver com os irmãos Skladanowsky, publicada em Maio de 2008, com mais de 830 visualizações, seguida de Zootrópio com 684.
O mês que teve mais visitantes foi novembro de 2011 com 650.
Se os alunos revelassem ainda mais interesse, de certeza que estes números seriam bem maiores.
Vamos agora em direção aos dez mil. Aceitam-se apostas para saber em que mês será...

PF

Cinema na 5ª



Vai ser já na próxima quinta-feira que vamos iniciar uma nova atividade no auditório da escola de S. Pedro do Mar, com a participação especial de convidados.
A primeira, será então no dia 8 de março, pelas 18.30h, com a presença do músico Marco Martins. Irá tocar contrabaixo acústico enquanto são projetados filmes feitos com os alunos representado exercícios de montagem (alternada, contínua, de atrações e jump cut). É uma grande oportunidade de divulgar o trabalho que tem sido desenvolvido na disciplina de cinema com os alunos do 8º ano. Esta iniciativa também vem na sequência das propostas de articulação do cinema com outras áreas.
Todos os professores, alunos e encarregados de educação estão convidados (se houver lugar na sala, é claro!)

Para já vai aqui um pequeno exemplo dos vídeos feitos no âmbito do estudo da linguagem do cinema.

video

PF


quinta-feira, 1 de março de 2012

Novos cartazes de cinema, novas ideias



Está na calha mais um cartaz, desta vez sobre o filme "Viagem à Lua" de Georges Méliès. Vem muito a propósito por causa do sucesso de "A invenção de Hugo" de Scorsese. Este filme passará a ser exibido na escola todos os anos de certeza absoluta, mas o que aqui nos interessa é a relação do filme fantástico de Méliès com a literatura (Júlio Verne) e também a possibilidade de articulação com a Físico-Química.
Novos desafios se adivinham, provando a vitalidade da disciplina de cinema. Não é por acaso que é aquela que mais iniciativa demonstra na escola.

PF

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

A invenção de Hugo



Filme obrigatório para todos os alunos da disciplina de cinema.
Uma brilhante homenagem a Georges Méliès, mas não só... também aos irmãos Lumière, Edison e restantes pioneiros. Igualmente fantástica é a referência a Harold Lloyd.
Percebemos o que o génio de Méliès trouxe para o cinema: a possibilidade de sonhar que antes só era possível através da literatura e do teatro.
Alguns aspetos históricos apresentados no filme são questionáveis, como a morte da sua mulher em 1913 (e o seu posterior casamento com a atriz Jehanne d'Alcy), o primeiro contacto com os filmes dos irmãos Lumière na sessão de 28 de dezembro de 1895, ou o incêndio do seu estúdio em Montreuil-sous-Bois em Paris depois de ter sido transformado em teatro.

Muitas vezes fui questionado sobre a necessidade de dar a conhecer aos alunos os primórdios do cinema. Este filme ajuda a dar uma resposta. Talvez não seja muito percetível para alguns a inovação técnica e científica, a relação do cinema com as outras artes, a introdução da ficção no cinema e o fascinante papel dos pioneiros.
Mas é uma feliz homenagem a essas personagens que possibilitaram a oportunidade de viver aventuras no dia-a-dia, como refere Isabelle (a neta de Méliès): "This might be an adventure, and I've never had one before... outside of books, at least."

Talvez a disciplina de cinema possa ajudar nesta aventura de aprender mais sobre cinema.

Para mais informações sobre Georeges Méliès:

também pode ler o artigo do jornal público aqui:

PF

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Europa Filme Treasures


http://www.europafilmtreasures.eu/

Convido todos os possíveis leitores deste blog, alunos, professores e demais, a darem uma vista de olhos a este site. Imperdível é a possibilidade de conhecer este espólio do cinema europeu, mesmo ali ao lado, ao clicar do dedo.
Um hino ao património cinematográfico da europa, desde a Alemanha, Rússia, Macedónia, Finlândia. Pena é Portugal não estar representado...

PF

O Artista nos prémios BAFTA

http://bcove.me/p0axc609

Já aqui falámos do filme "O Artista" de Michel Hazanavicious. Não sei se é algum vício, mas o filme continua a arrecadar prémios. desta vez foram os britânicos BAFTA.
Voltaremos a falar de certeza. Até lá.

PF

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Guião para Drácula 3


Para esclarecer algumas dúvidas que possam ter surgido com a imagem da mensagem anterior, foram adicionadas na mesma página do mesmo caderno estas indicações resumidas sobre a redação de um guião. Trata-se de um processo criativo (a construção de um guião) porque obriga a quem o escreve a imaginar uma história contada por imagens e não por palavras.

PF

Guião para Drácula 2



Será já a partir desta semana que os alunos do 8º ano deverão começar a cumprir a difícil missão de apresentar uma transposição de um texto de Drácula para guião. Já no sétimo ano, tinha havido uma pequena experiência neste contexto, e por isso já deve haver algum conhecimento. A imagem de cima é disso exemplo, quando foi fornecido aos alunos uma página do guião (traduzido) do filme Toy Story, os rivais. Bom, nem todos os alunos tiveram acesso no ano passado a este capítulo dos Cadernos de cinema do 7º ano, mas isto já foi explicado este ano.

PF

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Guião para Drácula


A partir de um excerto do livro de Bram Stoker (páginas 34-36), foi proposto aos alunos criar uma página de um possível guião. A tarefa parece ser complicada para quem nunca teve contacto com esta forma de escrita. Mas, quem já teve o 'azar' de assistir às minhas aulas não estará assim tão desinformado. As páginas do caderno de animação no capítulo sobre Cinema e Banda Desenhada já tinham um resumo e um exemplo do guião original do filme Toy Story: os rivais. Além disso, fizeram um pequeno exercício. Lembram-se?


Agora, têm que imaginar o encontro de Jonathan Harker com o Conde Drácula, quando o hóspede se preparava para fazer a barba...

- Tome cuidado - disse ele - Tome cuidado para não se cortar. Neste país é mais perigoso do que se pode pensar.

Mas no guião deve ficar assim:
CONDE DRÁCULA
                              Tome cuidado. Tome cuidado para não se cortar. 
                              Neste país é mais perigoso do que se pode pensar.    

Atenção também ao cabeçalho: INT. - CASTELO - MANHÃ (é só uma sugestão), e também à descrição da ação, sempre no presente e com frases curtas.

Bom trabalho!

PF



domingo, 15 de janeiro de 2012

The Artist - Official Trailer [HD]


Vamos falar deste filme mais tarde.
De certeza absoluta!

P.F